sexta-feira, junho 20, 2008

Solstício de Inverno - Yule

Hoje é a noite mais longa do ano, o Solstício de Inverno. Na tradição Pagã, ocorre a festa de Yule


Yule é a celebração da vitória do Rei do Carvalho (Rei Sol) sobre o Rei do Azevinho (Senhor das Sombras) porque a partir desta data os dias começam a ficar cada vez mais longos novamente, até o verão. Este Sabbat representa o retorno da luz, quando a Deusa dá nascimento ao Deus Sol e as esperanças renascem, pois ele trará calor e fertilidade à Terra. Nesta data, os antigos Druidas colhiam o visco, considerado mágico e com poderes de cura.

Celebrar o Solstício de Inverno é reafirmar a continuação dos ciclos da vida, pois Yule é o tempo de celebrar o espírito da Terra, pedindo coragem para enfrentar os obstáculos e dificuldades que atravessaremos até a chegada da Primavera. É momento de contar histórias, cantar e dançar com a família, celebrando a vida e a união. E de se acender fogo - fogueira, velas - como elemento mágico capaz de ajudar o Sol a retornar para a nossa vida, corações e mentes.

Para quem está em sintonia com a natureza e as forças divinas que existem dentro de nós, que esta seja uma linda noite de Yule e que o retorno da Luz ilumine as nossas vidas! Eu, vou dançar música cigana em torno da fogueira, junto com a Maya, e celebrar!



No ritual Pagão, se leva para dentro de casa uma árvore verde para que os espíritos da Natureza tenham um lugar confortável para passar o Inverno. A árvore é decorada com sinos, estrelas e sóis. A casa é decorada com azevinho e guirlandas. Presentes para os espíritos da Natureza são colocados aos pés da árvore.
(Alguma semelhança com outra festa conhecida?) Muitos dos costumes de Yule foram absorvidos pela Igreja Cristã, quando o Catolicismo tentava se estabelecer na Europa. Desta forma, há muitas práticas Cristãs que possuem orígens essencialmente Pagãs. No hemisfério Norte, a festa de Yule ocorre por volta do dia 21 de Dezembro, o solstício de inverno no Norte, época de Natal. A comemoração do Natal, então, tomou emprestado muito da simbologia Pagã associada à festa de Yule, como a árvore de Natal decorada, a estrela, o azevinho, as guirlandas e a Tora de Yule, as cores verde, vermelho e dourado, a celebração com nozes e bolos de frutas - tudo isto, símbolo de bruxaria. Afinal, a tradição Pagã é milenar, portanto muito anterior ao Cristianismo. Há um bom artigo sobre isto na Wikipedia (http://en.wikipedia.org/wiki/Yule)

4 commentários:

f@ disse...

LOL... o MUNDO GIRA....
nós solstício de Verão...
todos tem seu encanto e quando estamos no meio de um temos saudades do outro...
Belissimo post beijinhos das nuvens

João Videira Santos disse...

Carissima Amiga:

Da outra margem do Atlântico, onde a Europa acaba e o mar começa, do país de marinheiros que deu novos rumos ao mundo...o meu obrigado por ter "afixado" na sua "página" o link do meu blog. Muito obrigado e...disponha!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Clarissa;
Não tive tempo de dar-lhe a devida atenção porque estava fazendo os exames preparatórios paraa cirugia que será amanhã às 9:00 Hs e tenho que estar no hospital às 7:00. Essa semana foi de medo, apreensão, correria, ontem tive um ataque de pânico, mas hj estou bem, um pouco ansiosa, pois quero que isso acabe logo. No fim de semana, espero estar de volta. Tomara. Não queria ir sem antes falar com vc.
Um beijo,

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Clarissa;
Correu tudo bem, não estou mais dopada, estou até feliz, porque não me tiraram o útero. Tiraram um quisto, que se havia transformado numa glândula, que , por sua vez, se havia transformado num câncer. ESperamos que não se tenha espelhado Agora, é esperar o resultado da biópsia. Tenhod dores, às vezes intensas, às vezes suportáveis, mas não reclamom uito não, porque senão me dão morfina e não quero ficar dormindo, quero ficar brincando com o meu Lap Top. Saio na sexta-feira, se não houver nenhum imprevisto. Também estou de pernas amarradas, pois não posso virar de lado, e isso machuca.
vá a este blog: http://forbiddencolor.blogspot.com
Lá vc encontrará um retrato meu, que um amigo da França fez. Ele é pouco conhecido na Blogosfera, então deixe um recadinho para ele.
Estou viva, amiga, viva!
Beijos da Rê
Fiz um post com uma foto minha dizendo que voltarei. Vá lá por o seu comentário de solidariedade.